Posted by : @thiagojjuliano sexta-feira, 29 de abril de 2011

Eaew galera, vou postar algumas dicas de um post da WhipZ feito pelo Daniel-ZS:

Imagem

Pois bem, a primeira questão é descobrir tudo o que pode ser adotado pela lei. A lei fala que qualquer suspensão com altura fixa e que seja aprovado pelo órgão de vistoria será liberada, logo se a suspensão é fixa, podemos eliminar da lista as suspensões de rosca e que funcionam com algum tipo de material sobre pressão, como a suspensão a ar ou a hidráulica.

As opções que ainda nos restam são a de molas cortadas, molas “caseiras” e molas esportivas. Abaixo irei descrever cada uma e o que pode acontecer com a sua utilização.

Mola Cortada: Esta é a opção mais perigosa na minha opinião, e a que com certeza não irá passar nos testes do INMETRO. O que ocorre nas molas cortadas é o seguinte, uma mola original foi projetada para trabalhar com seu rating, ou seja, sua capacidade de ação, de forma invariável. Sendo assim quando o veículo está vazio ou cheio ela tem sempre o mesmo nível de rigidez e conforto. Quando cortamos a mola, essa estabilidade de ações é quebrada fazendo com que o carro fique mais baixo, mas sem conforto e como vários sabem, pulador, pois não consegue dar conta de cumprir com sua função original. Sem falar que com certeza irá fazer com que seus amortecedores tenham sua vida útil drasticamente reduzida.

Imagem

Mola Caseira: Algumas pessoas têm o “dom”, ferramental e o material necessário para poder produzir suas próprias molas. Estas possuem únicamente uma característica. Particularmente não acho muito confiável se levarmos em consideração que cada mola é produzida sozinha, isso quer dizer que poderemos ter pequenas variações em cada lado do carro o que poderá causar um acidente ou desconforto no rodar. Mas nada impede que este tipo de mola seja aprovado pelo órgão de vistoria. Se os testes forem realizados e o carro passar, ótimo. As únicas exigências serão a comprovação de que você adquiriu todo o material com notas (inclusive das máquinas usadas) ou notas de serviços prestados por terceiros. Junto das molas caseiras vou citar as molas esquentadas, que poderão ser legalizadas se estiverem dentro dos parâmetros adotados pela lei, mas pecam no quesito segurança, já que após serem aquecidas elas perdem seu equilíbrio de forças e muitas vezes têm as características do ferro alteradas, podendo ocasionar até a quebra das molas repentinamente.

Imagem

Molas Esportivas: Esta eu acredito que seja a melhor opção no mercado para a maioria dos veículos. Hoje as empresas que produzem este tipo de material têm um grande comprometimento com segurança e qualidade de seus produtos, e podemos dizer que a maioria dos fabricantes nacionais não deixam nada à dever para os estrangeiros. Estas molas normalmente passam por vários testes antes de irem para as ruas equipar o seu carro. Além de serem previamente aprovadas pelo órgão que fiscaliza a qualidade dos produtos. Portanto, quando adquirimos estas molas, sabemos que teremos um produto que atende as necessidades da lei, e que consegue baixar o seu carro. E o melhor, de tudo unindo conforto e dirigibilidade, às vezes ainda maior. Portanto na hora de escolher uma opção para baixar seu carro, pense com carinho nesta.

Imagem

Muito bem, escolhido o modelo de mola resta saber quanto posso baixar meu carro? Pois bem, alguns modelos são únicos e rebaixam o carro em torno de 5cm, o que dá para deixar ele com aquele “grauzinho” na altura do pára-lamas. Mas para evitar futuros problemas, anote aí como saber para verificar a altura mínima permitida por lei para todos os carros.

Diferente de algumas competições de rebaixados, a medida é tirada da seguinte forma: Primeiro é medida a altura da base do farol dianteiro até o chão, num terreno plano. Esta medida sendo igual ou maior que 48cm 50cm está dentro da lei. Depois é feita uma nova medição, onde o chassi deve ter no mínimo 12cm de vão livre entre o solo. Estas duas medidas estando em dia, seu carro poderá ser regularizado.

Portanto meu caro, se você tem o seu carro dentro destas medidas, usa suspensão fixa, e as molas não são cortadas, não perca tempo, gaste alguns Reais com a regularização do seu veículo e não se preocupe mais com a bota do policial que lhe parar medindo a altura do seu carro, evitando assim multas e/ou apreensão do veículo.

Mas não esqueça, não banque o espertinho pois a lei não foi tola. Não basta apenas regularizar o carro com uma altura e depois mandar socar mais ainda. No documento do veículo a altura entre a base do farol e o solo estará citada, como mostra a foto abaixo.

Imagem


by DaNieL-ZS



Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © Só No Chão Rebaixados - Blogger Templates - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -